Diversos tipos de drogas
18728 views
01 de Julho de 2011
Depressivas
Alucinógenas
Estimulantes
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Receitas culinárias
19 postagens
Depressão
63 postagens
Gravidez mês a mês
35 postagens
Consumo ideal de água
21 postagens
Clareamento Dentário
28 postagens

 

Cocaína - A cocaína é uma substância natural, extraída das folhas de uma planta encontrada exclusivamente na América do Sul, a Erythroxylon coca, conhecida como coca. A cocaína pode chegar até o consumidor sob a forma de um sal, o cloridrato de cocaína, o "pó", "farinha", "neve" ou "branquinha", que é solúvel em água e serve para ser aspirado ("cafungado") ou dissolvido em água para uso intravenoso ("pelos canos", "baque"), ou sob a forma de base, o crack, que é pouco solúvel em água, mas que se volatiliza quando aquecida e, portanto, é fumada em “cachimbos”. Também sob a forma base, a merla (mela, mel ou melado), um produto ainda sem refino e muito contaminado com as substâncias utilizadas na extração, é preparada de forma diferente do crack, mas também é fumada. Os efeitos após o usuário cheirar o "pó" surgem após 10 a 15 minutos, e após a injeção, entre 3 e 5 minutos, e a duração dos efeitos duram de 20 a 45 minutos. A tendência do usuário é aumentar a dose da droga na tentativa de sentir efeitos mais intensos. Porém, essas quantidades maiores acabam por levar o usuário a comportamento violento, irritabilidade, tremores e atitudes bizarras devido ao aparecimento de paranóia (chamada entre eles de "nóia"). Os efeitos provocados pela cocaína ocorrem por todas as vias, aspirada, inalada ou injetada. A pressão arterial pode elevar-se e o coração pode bater muito mais rapidamente (taquicardia). Em casos extremos, chega a produzir parada cardíaca por fibrilação ventricular. A morte também pode ocorrer devido à diminuição de atividade de centros cerebrais que controlam a respiração. O uso crônico da cocaína pode levar a degeneração irreversível dos músculos esqueléticos, conhecida como rabdomiólise. Assim como a heróina, os usuários que compartilham agulhas para a aplicação da cocaína na veia, correm o risco de contrair AIDS, fato que eles pouco importam quando estão loucos pra sentir novamente o prazer da droga.
Laifi © 2011-2020 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda