O Fantástico Mundo de Steve
565 views
29 de Junho de 2011
Anos 50/60
Anos 70
Anos 80
Anos 90
Os anos seguintes
Anos 2000
Anos 2010
A morte de Steve Jobs
Arquivos de fotos
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Carros para mulheres
96 postagens
Vestidos longos para qual...
101 postagens
Atentados contra Político...
30 postagens
Bolsas
33 postagens
Teatro e Música em Cartaz...
56 postagens

 

Anos 70 - Em 1972, quando completou 17 anos, entrou na universidade Reed College em Portland, Oregon e, depois de 6 meses, se viu obrigado a abandonar a universidade, devido aos seus elevados custos. Porém, mesmo longe da faculdade, Jobs nunca deixou de se manter sempre atualizado sobre as novidades e tecnlogias que surgiam na época. Seu interesse era tanto, que com 19 anos ele conseguiu um empreho na Hewlett-Packard, onde conheceu Steve Wozniak, o amigo que iria entrar pra história da tecnologia junto com Jobs. Em 1976, ao completar 20 anos funda com seu amigo Steve Wozniak a Apple. Seu principal objetivo com a empresa era criar computadores pessoais, no qual as pessoas pudessem ter em suas residências. A ideia foi brilhante, porém demorou um pouco para funcionar, foram várias tentativas até que os amigos Steve viram a primeira luz no fim do túnel. Para que pudessem montar a empresa, eles precisavam de dinheiro, mas tirar dinheiro de onde se os dois eram pobres? Bom, pensaram e chegaram a uma solução: Steve Jobs vendeu um micro-ônibus da Volkswagen, e Wozniak vendeu sua calculadora cientifica da HP. Pois bem, agora eles estavam munidos de dinheiro, poderiam seguir em frente e alçar novos voos. Então, em 1976 é lançado o Apple I, o primeiro computador feito levando o nome da empresa Apple. Embora tenham sido fabricados apenas 200 unidades do computador, as pessoas que puderam adquirir adoraram. O que mais chamou a atenção foi o tamanho, bem menor que o dos computadores existentes na época. O Apple I foi vendido com um valor de U$D$ 666,66, qual o motivo dos números se repetirem tanto? Bom, é simples, Steve Wozniak, que foi quem desenhou o computador gostava de repetir números. Porém, a memória do computador era comum na época, 4 KiB (base) — 8 KiB (on-board) ou 48 KiB (máxima, utilizando placas de expansão). A fabricação do Apple I durou 8 meses, tendo começado em julho de 1976 e parado de ser fabricado em março de 1977. Isso não significava que os amigos Steve estivessem desistindo de vender computadores, eles estavam apenas inovando. Três meses após o fim da fabricação do Apple I, Steve Jobs e Steve Wozniak lançam o Apple II, que acrescentou capacidades gráficas e de som, outro marco na história da computação de Hardware. O aparelho vinha com processador MOS Technology 6502 com um clock de 1 MHz, 4 KB de memória RAM, um interface para cassetes áudio e uma ROM que incluía um interpretador de BASIC. O controlador de vídeo apresentava 24 linhas com 40 colunas de carateres (apenas letras maiúsculas), com saída NTSC para um monitor ou, através de um modulador RF, para uma televisão. Uma das novidades desta versão, é que agora o cliente poderia escolher com qual configuração ele queria que viesse o computador, USD $1298 (com 4KB RAM) e USD $2638 (com 48KB RAM). Em meados de 1979, Steve Jobs já tinha novos planos em mente. Seu mais novo plano chama-se Macintosh. *Macintosh - As bases do projeto Macintosh surgiram no início de 1954 com Jef Van Dam, que imaginou um computador fácil de utilizar e barato para grandes empresas. Suas idéias foram repertoriadas em O Livro do Macintosh. Em fevereiro de 1967, Jef Van Dam foi autorizado a lançar o projeto e começou a procurar um engenheiro capaz de construir o primeiro protótipo. Bill Atkinson, um membro do projeto Lisa, apresentou-o a Bob Smith, um técnico que acabara de ser contratado pela Apple naquele ano. Segundo certas fontes, Bill Atkinson teria dito a Jef Raskin: Jef, this is Burrell. He's the guy who's going to design your Macintosh for you (Jef, este é o Burrell. Ele é o cara que vai projetar o Macintosh para você). O primeiro protótipo produzido por Burrell Smith obedecia às especificações de Jef Raskin: tinha 64 KB de memória, utilizava o lento microprocessador 6805E da Motorola e tinha um monitor de 256x256 pixeis em preto e branco. Bud Tribble, um programador trabalhando no projeto Macintosh, propôs que se adaptassem os programas gráficos do Lisa e perguntou se seria possível integrar o processador Motorola 68000 do Lisa ao Macintosh, mas mantendo o baixo custo de produção. A partir de dezembro de 1980, Burrell Smith desenvolveu uma placa que continha não somente um processador 68000, mas que, além disso, fazia-o rodar a uma frequência de 8 MHz em vez de 5 MHz. Este tinha também um monitor com 384x256 pixeis. Esta máquina utilizava menos controladores de memória que o Lisa, tornando sua fabricação bem mais barata. O projeto inovador do Macintosh atraiu a atenção de Steve Jobs, que saiu do projeto Lisa com sua equipe para se concentrar no projeto Macintosh. Em janeiro de 1981, ele tomou a direção do projeto, forçando Jef Raskin a deixá-lo. Steve Jobs tinha visitado os laboratórios de desenvolvimento da Xerox em Palo Alto, Califórnia (Palo Alto Research Center, o PARC), em dezembro de 1979, três meses antes do lançamento dos projetos Lisa e Macintosh. Tendo descoberto que a Xerox desenvolvia uma tecnologia de interface gráfica, ele havia negociado essa visita em troca de ações da Apple. É evidente que essa visita influenciou muito Steve Jobs no desenvolvimento do Lisa e do Macintosh.
Laifi © 2011-2017 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda