Chocólatras: Viciados em Chocolate
652 views
20 de Junho de 2011
Outros tipos de chocolate
Trufas "do Marcos"
Recheios
Formatos
Confete
Bib's
M & M's
Combinações
Com outros alimentos
Com bebidas
Notícias e Reportagens
Filmes
Infantojuvenil
Receitas
Curiosidades
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Receitas culinárias
19 postagens
Alimentação para cada fas...
35 postagens
Benefícios do chocolate
14 postagens
Exercícios de musculação...
68 postagens
O pódio das frutas
43 postagens

 

Como Água Para Chocolate - Laura Esquivel - Isso ainda há de virar meu mantra: sempre é tempo. Finalmente li Como Água Para Chocolate, o romance da escritora mexicana Laura Esquivel que deu origem ao filme do seu marido, Alfonso Arau. O flme é um dos meus Top Favoritos Foréva e o livro acabou indo pelo mesmo caminho – em parte porque foi adaptado fielmente em película. Durante esse intervalo todo eu matutava no significado do título: trata-se de uma expressão típica do México que Tita menciona no livro. Lá se prepara o chocolate quente dissolvendo-se a barra caseira de chocolate em água, em vez de leite. Para que o chocolate derreta é preciso que a água esteja fervendo; então, se a pessoa está “como água para [fazer] chocolate” significa que está fervendo – de raiva ou de outra emoção. O livro é dividido em doze capítulos, cada capítulo correspondendo a um mês do ano embora a história não se passe neste intervalo de tempo: ela começa com o nascimento de Tita de la Garza e acompanha sua vida durante a Revolução Zapatista nas primeiras décadas do século 20 em um rancho próximo da fronteira México-EUA. A autora principia cada capítulo com uma receita, que pode ser culinária ou não. Em um deles se ensina a preparar fósforos. Li alguns blogs que criticavam esse modelo literário, dizendo que as receitas são dispensáveis e que interrompem o fluxo narrativo. Eu já acho que o livro não existiria sem as receitas, porque as instruções de preparo são o que conduzem a narrativa. Veja a receita de codornas com pétalas de rosas, por exemplo. Demonstra a diferença entre as irmãs Tita e Rosaura sem precisar de muitas palavras além das tais instruções. É bem verdade que outros blogs ainda criticaram a “violência contra animais” no livro por causa das receitas mas, honestamente, prefiro ignorar esses comentários. Na contracapa da edição que tenho dizem que a “autora inaugurou um novo gênero literário: a cozinha-ficção”. Minha primeira reação foi de indignação – ei, e O Não Me Deixes – Suas histórias e sua cozinha da Rachel de Queiroz? E o Não É Sopa da Nina Horta? Daí eu lembrei, né, que são não-ficção. Como Água Para Chocolate me lembra muito mais de Pedro Páramo do Juan Rulfo – ambos falam do comal, para começar. E tem o realismo fantástico latino-americano a unir as duas obras, também. O que o livro de Esquivel tem a mais, no entanto, é uma visão mais feminista e uma trama que pode ser considerada uma parábola da Revolução Mexicana, que derrubou o porfiriato militar-católico para instituir o governo socialista. O livro menciona especificamente os exércitos de Pancho Villa, já que a história se passa no norte. Também ajuda bastante o fato de que a tradução manteve a mágica intacta: em nenhum momento há uma tentativa de abrasileiramente ou de adaptação. Se alguma coisa não existe no Brasil é mantido no original e se acrescenta uma nota de rodapé. A tradutora Olga Savary chegou a ser premiada com o Jabuti de Tradução da Câmara Brasileira do Livro por este livro, e eu achei bem merecido. Sinopse Neste romance tudo gira em torno da cozinha. Cada capítulo é aberto com uma receita, em torno da qual não só se aglutinam os comensais como também se “cozinham “coalham” amores e desamores, risos e prantos. Como Água Para Chocolate Título original: Como Agua Para Chocolate [México, 1989] Autor: Laura Esquivel Editora: Martins Fontes Trad.: Olga Savary ISBN: 8533602197 Origem: Nacional Ano: 2006 Edição: 1ª, 9ª reimpressão Número de páginas: 205 Fonte: Blog Pensamentos de uma Batata Transgênica - http://batatatransgenica.wordpress.com/2009/09/08/livro-como-agua-para-chocolate/
Laifi © 2011-2022 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda