Músicas que não saem da cabeça!
5825 views
27 de Maio de 2011
AXÉ
BLACK MUSIC
BLUES
BOSSA NOVA
"BREGA"
CLÁSSICA
COUNTRY
DANCING
ELETRÔNICA
FOLK
FUNK BRASILEIRO
GOSPEL SOUNDS
GRUDE TOTAL
HIP HOP E RAP
INDIE
INFANTOJUVENIS
JAZZ
LOVE SONGS
DUPLAS ROMÂNTICAS
MPB
NATALINAS
PAGODE
POP
SAMBA
REGGAE
REGGAETON
ROCK AND ROLL
SERTANEJA
SURF MUSIC
TANGO
TANGO ELETRÔNICO
TRADICIONALISTAS E FOLCLÓRICAS
VANERÃO
TRILHAS SONORAS
Sugira uma categoria
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Will Smith
26 postagens
Turma da Mônica
70 postagens
Pearl Jam - Discografia
55 postagens
A Grande Família
58 postagens
Filmes de Al Pacino
47 postagens

 

Cotidiano - Chico Buarque - Todo dia ela faz tudo sempre igual: Me sacode às seis horas da manhã, Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã. Todo dia ela diz que é pr'eu me cuidar E essas coisas que diz toda mulher. Diz que está me esperando pr'o jantar E me beija com a boca de café. Todo dia eu só penso em poder parar; Meio-dia eu só penso em dizer não, Depois penso na vida pra levar E me calo com a boca de feijão. Seis da tarde, como era de se esperar, Ela pega e me espera no portão Diz que está muito louca pra beijar E me beija com a boca de paixão. Toda noite ela diz pr'eu não me afastar; Meia-noite ela jura eterno amor E me aperta pr'eu quase sufocar E me morde com a boca de pavor. Todo dia ela faz tudo sempre igual: Me sacode às seis horas da manhã, Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã. Todo dia ela diz que é pr'eu me cuidar E essas coisas que diz toda mulher. Diz que está me esperando pr'o jantar E me beija com a boca de café. Todo dia eu só penso em poder parar; Meio-dia eu só penso em dizer não, Depois penso na vida pra levar E me calo com a boca de feijão. Seis da tarde, como era de se esperar, Ela pega e me espera no portão Diz que está muito louca pra beijar E me beija com a boca de paixão. Toda noite ela diz pr'eu não me afastar; Meia-noite ela jura eterno amor E me aperta pr'eu quase sufocar E me morde com a boca de pavor. Todo dia ela faz tudo sempre igual: Me sacode às seis horas da manhã, Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã.
Laifi © 2011-2021 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda