Disputas territoriais
2488 views
18 de Janeiro de 2012
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
 

 

 

 

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Academia Brasileira de Le...
63 postagens
Crescimento da Europa Oci...
57 postagens
Curiosidades geográficas
37 postagens
Roupas, calçados e acessó...
39 postagens
Principais acontecimentos...
45 postagens

 

Palestina - O conflito palestino-israelense é a disputa que apresenta muitos anos de uma “guerra” baseada em religião. Os judeus e os árabes lutaram por gerações sobre o território da Palestina, e cada um acredita que possui o direito de viver ali. Falando de um período mais recente, o conflito teve seu início após a Segunda Guerra Mundial e o genocídio cometido contra os judeus pelos nazistas que após serem libertos e necessitando de um lugar para viver se reuniram em massa na Palestina, onde alguns judeus já viviam, mas com uma população majoritariamente árabe. O mandato britânico da Palestina lutou com os judeus para restabelecer a paz para a região, e tentar encontrar uma solução que permitisse que as duas religiões vivessem em harmonia. Entretanto, o mandato falhou e se retirou em 1947. A ONU então, interveio para restaurar a paz com o Plano de Partilha de 1947, que apelou para a criação de dois estados separados – um árabe e um judeu. Jerusalém então, seria uma cidade internacional, controlada pela ONU, pertencente a nenhum Estado. Os judeus aceitaram o plano, mas os árabes não concordaram. No dia 14 de maio de 1948, os judeus proclamaram a independência, criando o estado de Israel. No dia seguinte, os exércitos do Egito, Síria, Líbano e Irã atacaram Israel, lançando a Guerra Árabe-Israelense de 1948. Após um ano de intesos combates, um cessar-fogo foi declarado e fronteiras temporárias foram determinadas. A Jordânia anexou o que ficou conhecido como a Cisjordânia e Jerusalém Oriental, e o Egito assumiu o controle da Faixa de Gaza. Porém, mais problemas surgiram em 1956, durante a Crise de Suez, quando, com a ajuda da França e da Grã-Bretanha, Israel invadiu a Península do Sinai. A ONU ordenou-lhes que se retirassem, entretanto não o fizeram. Após as relações árabe-israelenses se desgastarem, teve início a guerra dos Seis Dias, no ano de 1967. Depois da guerra, Israel anexou a península do Sinai e a Faixa de Gaza do Egito, Cisjordânia e Jerusalém Oriental da Jordânia e as Colinas de Golã da Síria. Depois de seis anos, a guerra do Yom Kippur teve seu início e as relações entre os dois Estados permaneceram ruins até os anos 90. Em 1988 o Estado da Palestina foi declarado pela Organização de Libertação da Palestina (OLP), mas essa não exerce nenhum controle sobre os territórios da Palestina. Desde então, a OLP faz campanha para o reconhecimento do Estado, através das fronteiras de 1967. Atualmente, a Liga Árabe e a grande maioria da América do Sul, África e Ásia reconhece o Estado palestino, porém, os europeus e estados norte-americanos não.
Laifi © 2011-2023 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda