Disputas territoriais
2488 views
18 de Janeiro de 2012
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
 

 

 

 

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Símbolos da Matemática
71 postagens
Roupas, calçados e acessó...
39 postagens
Leonardo Da Vinci
33 postagens
Movimento Harmônico Simpl...
15 postagens
Monumentos religiosos ant...
11 postagens

 

Malvinas - Após a Segunda Guerra Mundial, o desejo argentino de controlar as ilhas despertou. Então, os argentinos levaram a questão da soberania até a ONU, que aconselhou as duas nações a negociarem pacificamente, o que ocorreu por 17 anos, até o ano de 1981. Durante este período as relações foram positivas. No entanto, as negociações sobre a soberania eram delicadas, com os ilhéus determinados a continuarem a ser uma colônia britânica. No ano de 1977, por razões políticas, a guerra foi evitada. Porém, no ano de 1982, a Argentina enfrentava uma forte crise econômica e descontentamento civil, então, no dia 2 de abril do mesmo ano, uma força Argentina invadiu as ilhas. O Reino Unido imediatamente montou uma força-tarefa para retomar as ilhas, apoiada pela maioria dos países. Os EUA levaram as resoluções da ONU que condenavam a Argentina e, secretamente, ajudaram o Reino Unido com mísseis. A França deu valiosas informações sobre os jatos franceses utilizados pela Força Aérea Argentina, e treinou pilotos para combatê-los. A Nova Zelândia enviou navios. Muitos outros países apoiaram o Reino Unido. A Colômbia foi o único apoio que a Argentina teve. Por fim, as ilhas foram reconquistadas pelo Reino Unido em 20 de junho, e a guerra teve fim. Apesar de pequena, foi uma guerra que contou com grande participação internacional. As ilhas continuam sob o domínio britânico, e a Argentina não demonstra nenhum sinal de renunciar a sua reivindicação.
Laifi © 2011-2023 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda