Disputas territoriais
2468 views
18 de Janeiro de 2012
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
Reivindicações
 

 

 

 

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Guerras estranhas na Hist...
31 postagens
Áreas de figuras planas
22 postagens
Reis durante a Guerra dos...
23 postagens
Cidades históricas do Bra...
50 postagens
Era das Cruzadas II - 107...
30 postagens

 

Tibet - Desde a Dinastia Yuan do século 13, a soberania do Tibet é uma situação complexa e controversa. A República Popular da China acredita que o Tibet, desde a Dinastia Yuan, por lei, é uma parte indivisível da China. Mapas antigos também reforçam esta teoria, assim como muitos outros países. Portanto, o Tibet é amplamente aceito como uma região autônoma da China. Os Estados Unidos, Reino Unido, União Europeia e França aceitam publicamente o Tibet como parte da China. Entretanto, o Reino Unido apenas recentemente esclareceu a sua posição dizendo: “Como qualquer outro estado membro da UE, e os Estados Unidos, nós consideramos o Tibet como parte da República Popular da China”. Até esta manifestação, o Reino Unido era o único país a não reconhecer o controle do Tibet pela China. No ano de 1950, uma confusão resultou na invasão chinesa do Tibet, quando o novo governo comunista começou a “Libertação de todos os territórios chineses”. Antes da invasão, o Governo do Tibet governava a área, apesar de ser considerado um território chinês. Após a guerra, a República Popular da China anexou o Tibete à China com um acordo de 17 pontos com o Dalai Lama. Este acordo fez do Tibet uma região autônoma, porém sob o controle chinês.Entretanto, afirma-se que os delegados tibetanos foram forçados a assinar o acordo (rendição sob coação). O mundo,no entanto, foi relutante em ajudar o Tibet, já que se acreditava que a região e a China fossem encontrar uma solução pacífica com a ajuda da Índia. Desde a guerra, tem havido muitas tentativas do Tibet se rebelar contra a República Popular da China, porém sem sucesso. Mesmo com financiamento da CIA, o movimento de resistência não conseguiu recuperar o controle do Tibet. A Administração Central Tibetana permanece em exílio na Índia, governada pelo Dalai Lama, e não há sinal de independência.
Laifi © 2011-2020 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda