Formas alternativas de produção de energia elétrica
14816 views
16 de Novembro de 2011
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Ligação Química
19 postagens
Reações Químicas
24 postagens
Tornados
28 postagens
Relações Ecológicas
26 postagens
Radioatividade
21 postagens

 

Histórico das termoelétricas - A Usina de Santa Cruz é a maior termelétrica a óleo combustível da América Latina, possuindo uma capacidade instalada de 600 megawatts distribuídos por suas quatro unidades geradoras. Sua construção, iniciada na década de 60, foi fundamental para que o sistema elétrico do Rio de Janeiro pudesse ser interligado às demais regiões do País, fortalecendo o suprimento de energia à população. Na sua primeira etapa foram instaladas duas unidades geradoras de 82 megawatts cada. Esta obra foi atribuída à Companhia Hidroelétrica do Vale Paraíba - CHEVAP, empresa que foi extinta, passando para a responsabilidade de FURNAS a conclusão das obras e sua operação até a presente data. A primeira unidade da Usina entrou em operação comercial a partir de setembro de 1967, tendo sido inaugurada, oficialmente, em 11 de maio de 1968. A Usina de Santa Cruz tornou-se o sustentáculo da conversão de freqüência elétrica do Rio de Janeiro. Após estudos realizados por FURNAS, a Usina teve sua capacidade instalada aumentada para 600 megawatts, com a construção de mais duas unidades a vapor de 218 megawwats cada, que entraram em operação comercial em fevereiro e agosto de 1973. Localizada à margem direita do Canal de São Francisco, na região do Polo Industrial de Santa Cruz, a Usina participa, em conjunto com outras importantes unidades industriais, do progresso da região e do País. Projetada para operar através da utilização de combustíveis líquidos derivados de petróleo, a Usina, acompanhando o desenvolvimento das novas tecnologias, desde 1987, passou a utilizar o gás natural da Bacia de Campos como fonte de energia, permitindo uma melhor qualidade de seu processo de queima e melhorando as condições ambientais da região. Atualmente, a Usina está passando por um processo de modernização de suas instalações, tendo adquirido sistemas de controle digitais e informatizando duas de suas unidades. O alto padrão de seus serviços fez com que algumas de suas atividades, como, por exemplo, seu laboratório de análises químicas fosse reconhecido pelo INMETRO. Fonte: http://www.mundociencia.com.br/fisica/eletricidade/santacruz.htm
Laifi © 2011-2022 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda