Tango
6252 views
09 de Novembro de 2011
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Super Mario
59 postagens
Histórias de Terror
55 postagens
Duck Tales - Os Caçadores...
28 postagens
Grease - Nos Tempos da Br...
23 postagens
Parques da Disney
81 postagens

 

Canyengue - Os termos canyengue e orillero são utilizados no linguajar da gíria portenha chamada "lunfardo", que possui milhares de verbetes, tem dicionário específico e tem ainda uma Academia específica, a Academia Nacional de Lunfardo, sediada em Buenos Aires e presidida por José Gobello. “Canyengue” significa o estilo de tango dança portenho, caracterizado pelos cortes e quebradas que conferem à dança uma identidade mais descontraída, sem a preocupação com a plástica sóbria e rígida da elegância “tanguera” exigida nos salões. Era o tango bailado nas “calles” (ruas), de Buenos Aires, mais precisamente nos arredores da cidade, fora do centro, nas periferias e subúrbios, daí o nome “orillero”, que significa “orillas” (arredores da cidade). Com o desenvolvimento da dança tango de salão a partir de 1920, e a influência cada vez maior do balé no tango show, tornou-se a dança tango, cada vez mais rígida na postura elegante. O estilo “canyengue” também galgou os salões muito influenciado pelos rigores exigidos na postura de dançar o tango e deu origem ao estilo “milonguero”, que em última análise é o estilo “canyengue” mais sofisticado, porém com as mesmas características originais de cortes e quebradas. Com o desenvolvimento do estilo “milonguero” o tango “canyengue orillero”, praticamente desapareceu de uso, pois quase não é mais praticado, tendo sobrevivido no estilo "callejero", nas ruas de San Telmo em Buenos Aires, como tango "canyengue orillero y callejero", na fantasia e teatralidade do casal Pochy e Osvaldo Boó. Quem conhece em Buenos Aires, a famosa feira de antiguidades do bairro de San Telmo, na Praça Dorrego, certamente já teve a oportunidade de ver ao vivo a exibição do Quinteto San Telmo, que é um grupo de músicos, seresteiros e dançarinos de tango “canyengue, orillero y callejero”, capitaneados pelo lindo romântico e simpático casal de tango “de las calles porteñas”, denominado Pochy e Osvaldo Boó. Pochy e Osvaldo são os únicos dançarinos conhecidos desse estilo de tango “canyengue e orillero”, que já não se pratica mais. São eles a memória viva da cultura de um passado recente que “ya no vuelve más”. Fazem um casal muito bonito, vestidos a caráter com a indumentária da ocasião e, sobretudo são muito simpáticos e atraentes. Fonte: http://www.bardetango.com.br/10otangocanyengueeorillero.htm
Laifi © 2011-2021 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda