Tango
6298 views
09 de Novembro de 2011
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Bandas de filmes
34 postagens
Falsificações bizarras
63 postagens
Ilusões de Ótica
70 postagens
Jogos de Tabuleiro
32 postagens
Aberturas de Novelas da R...
57 postagens

 

Canyengue - Os termos canyengue e orillero são utilizados no linguajar da gíria portenha chamada "lunfardo", que possui milhares de verbetes, tem dicionário específico e tem ainda uma Academia específica, a Academia Nacional de Lunfardo, sediada em Buenos Aires e presidida por José Gobello. “Canyengue” significa o estilo de tango dança portenho, caracterizado pelos cortes e quebradas que conferem à dança uma identidade mais descontraída, sem a preocupação com a plástica sóbria e rígida da elegância “tanguera” exigida nos salões. Era o tango bailado nas “calles” (ruas), de Buenos Aires, mais precisamente nos arredores da cidade, fora do centro, nas periferias e subúrbios, daí o nome “orillero”, que significa “orillas” (arredores da cidade). Com o desenvolvimento da dança tango de salão a partir de 1920, e a influência cada vez maior do balé no tango show, tornou-se a dança tango, cada vez mais rígida na postura elegante. O estilo “canyengue” também galgou os salões muito influenciado pelos rigores exigidos na postura de dançar o tango e deu origem ao estilo “milonguero”, que em última análise é o estilo “canyengue” mais sofisticado, porém com as mesmas características originais de cortes e quebradas. Com o desenvolvimento do estilo “milonguero” o tango “canyengue orillero”, praticamente desapareceu de uso, pois quase não é mais praticado, tendo sobrevivido no estilo "callejero", nas ruas de San Telmo em Buenos Aires, como tango "canyengue orillero y callejero", na fantasia e teatralidade do casal Pochy e Osvaldo Boó. Quem conhece em Buenos Aires, a famosa feira de antiguidades do bairro de San Telmo, na Praça Dorrego, certamente já teve a oportunidade de ver ao vivo a exibição do Quinteto San Telmo, que é um grupo de músicos, seresteiros e dançarinos de tango “canyengue, orillero y callejero”, capitaneados pelo lindo romântico e simpático casal de tango “de las calles porteñas”, denominado Pochy e Osvaldo Boó. Pochy e Osvaldo são os únicos dançarinos conhecidos desse estilo de tango “canyengue e orillero”, que já não se pratica mais. São eles a memória viva da cultura de um passado recente que “ya no vuelve más”. Fazem um casal muito bonito, vestidos a caráter com a indumentária da ocasião e, sobretudo são muito simpáticos e atraentes. Fonte: http://www.bardetango.com.br/10otangocanyengueeorillero.htm
Laifi © 2011-2022 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda