Fim do Mundo 2012
2767 views
08 de Novembro de 2011
Teorias sobre o fim do mundo.
Religiosa
Nasa
NASA desmente fim do mundo em 2012
Cientistas
Astrólogo Mike Brown
Cientistas derrubam seis mitos sobre o fim do mund...
Mito 1 sobre 2012
Mito 2 sobre 2012
Mito 3 sobre 2012
Mito 4 sobre 2012
Mito 5 sobre 2012
Mito 6 sobre 2012
Filmes sobre o tema
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Prêmio Nobel 2011
18 postagens
Receitas de bombons
29 postagens
Marcas que não existem ma...
43 postagens
Contos de Fadas
20 postagens
Tipos de Cafés
30 postagens

 

Mito 2 sobre 2012 - Continentes em ruptura vão destruir a civilização Em algumas profecias do fim do mundo em 2012, a Terra se torna uma armadilha mortal ao passar por um "deslocamento de pólos". A crosta e o manto do planeta irão de repente se deslocar, girando em torno do núcleo externo de ferro líquido da Terra como a casca de uma laranja gira em torno de sua suculenta fruta. "2012", o filme, imagina um deslocamento polar previsto pelos maias, desencadeado por uma força gravitacional extrema sobre o planeta, graças a um raro ¿alinhamento galáctico" - e por uma radiação solar massiva que desestabiliza o centro da Terra ao aquecê-lo. A ruptura de oceanos e continentes despeja cidades no mar, arrasta palmeiras para os pólos e gera terremotos, tsunamis, erupções vulcânicas e outros desastres. Os cientistas descartam cenários tão drásticos, mas alguns pesquisadores têm especulado que um deslocamento mais sutil poderia ocorrer, por exemplo, se a distribuição de massa sobre ou dentro do planeta mudasse radicalmente, devido a, digamos, o derretimento das calotas polares. O geólogo da Universidade de Princeton Adam Maloof, que estudou extensivamente os deslocamentos polares, disse que a evidência magnética nas rochas confirma que os continentes passaram por um rearranjo drástico, mas o processo levou milhões de anos - lento o bastante para a humanidade não sentir o movimento.
Laifi © 2011-2019 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda