Austrália
17848 views
10 de Outubro de 2011
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Arambaré
35 postagens
Guia de Porto Alegre
53 postagens
Nova Zelândia
22 postagens
Gramado - Rio Grande do S...
71 postagens
Uniformes Cias Aéreas
188 postagens

 

Sydney - Como a maioria das cidades que receberam imigração em massa, essa população vive em subúrbios específicos da cidade como, por exemplo, há um grande número de Portugueses no bairro de Petershaw, de Brasileiros em Bondi e Manly, e é claro, de Chineses em Chinatown. Sydney é muito grande em extensão e é bom estar preparado para longos deslocamentos se quiser se locomover pela cidade. Sydney conta com um completíssimo sistema de transportes, alternando ônibus, trem, monorail, túneis subterrâneos, pontes, e largas avenidas. Transporte não é problema, mas dependendo de onde você ficar, o custo diário de transporte pode ser alto. Existem táxis em abundância, e 8 entre 10 táxis que você entrar, irá encontrar um motorista nascido fora da Austrália que, provavelmente, terá que consultar uma mapa para chegar ao destino, tal o tamanho e complexidade da cidade. Às vezes, problemas de comunicação com alguns desses motoristas podem ocorrer devido ao inglês não ser a língua materna deles. Ao contrário que muita gente pensa, Sydney não é a capital da Austrália, e sim Camberra. O Centro é cortado por largas avenidas com prédios altos, sendo a maioria de escritórios comerciais. Apesar de Sydney ser a mais conhecida e antiga cidade da Austrália, não é o centro financeiro australiano; a cidade de Melbourne, nesse aspecto, concentra um número infinitamente maior de grandes empresas australianas e multinacionais, bem como ofertas de empregos especializados. A Kings Cross é uma das áreas mais badaladas de Sydney, com dezenas de acomodações, bares, boates e restaurantes de todos os tipos. A cidade mistura arquitetura moderna com antiga conservando o estilo inglês. No "Circular Quay", à beira da baía, está a parte mais turística da cidade. Lá, há a Opera House à sua direita e, mais à direita ainda, o Botanic Gardens. À esquerda estará o famoso bairro "The Rocks", onde Sydney começou, com a ponte "Harbor Bridge" adjacente. Do Circular Quay partem barcas regulares para vários pontos do outro lado da baía, incluindo para o bairro de Manly. Sendo um transporte público, esses barcos são uma opção bem econômica para aqueles que querem dar uma volta e ver a baía e Sydney do mar. Deste local e nas Rocks, também partem dezenas de passeios turísticos dos mais variados tipos, incluindo numa réplica da nau do Capitão Cook. As Rocks também concentram uma quantidade grande de restaurantes com visão previlegiada da baía. Apesar de um pouco mais caros, vale a pena jantar uma noite num desses restaurantes (famosos pelos frutos do mar), principalmente em noites mornas de verão. A visão da Opera House, das luzes da cidade e da ponte iluminada é simplesmente inesquecível. Saindo do centro da cidade em direção ao Sul, fica a mais badalada praia de Sydney, Bondi Beach. A praia é boa, apesar de não ser nenhuma maravilha a nível de beleza natural, mas tem águas limpas e um surf razoável. O bairro de Bondi tem ótimos restaurantes, cafés, comércios, cursos para estudantes internacionais e uma grande variedade de acomodação para todos os bolsos. Os preços não são muito baratos, devido à localização previlegiada, mas, procurando bem, é possível encontrar algo que se possa pagar. A lei da localização impera 100% na Austrália, ou seja, quanto mais perto do mar ou de locais nobres ou badalados, mais caras as coisas são. Ao Norte de Sydney, do outro lado da baía, está Manly Beach, que pode ser acessada facilmente tanto cruzando-se pela Harbour Bridge, quanto por um túnel por baixo do mar, ou, como muitos residentes o fazem, por ferry boat (barco). Manly é um bairro residencial, com uma bela e longa praia tão badalada quanto Bondi. Manly também tem um bom surf e atrai muitos banhistas e surfistas de várias partes de Sydney e do mundo. O bairro é mais arborizado, com ruas interessantes, contando com excelentes cafés, restaurantes, comércios e vida noturna. Uma coisa interessante em Manly, é a sensação de se estar fora de Sydney. O bairro é mais provinciano, quase como uma vila que cresceu, mas que resguarda algumas características de cidade pequena. O calçadão à beira mar é muito usado para picnics, passeios, e caminhadas pelos habitantes locais. A acomodação em Manly é tão cara quanto Bondi, principalmente perto da praia e junto ao centro, mas indo um pouco para Norte em direção a Narrabeen, os preços baixam significativamente, pois a distância de viagem até o centro de Sydney, pode se extender por mais de uma hora. Linhas de ônibus, regularmente servem tanto Manly quanto Bondi. A Opera House realmente tem um telhado que impressiona qualquer um. É todo feito como um grande mosaico, com placas de cerâmica branca cimentadas na estrutura. A história de sua construção que durou 14 anos é mais interessante ainda e foi regada com muitos problemas e controvérsias. Você pode andar por todo os arredores da Opera House, principalmente até a ponta, que proporciona uma visão espetacular da cidade, dos barcos, da baía, e da Harbour Bridge. Felizmente não custa nada, a não ser que você queira entrar para ver um dos vários espetáculos que acontecem diariamente ou participar de tours internos para conhecer o interior e dependências. A Harbour Bridge, que pode ser considerada uma das pontes mais bonitas do mundo, tem uma beleza toda especial e compõe junto com a Opera House um cenário que faz de Sydney uma das cidades mais bonitas no mundo. A ponte também é palco de um dos tours mais fantásticos que você poderá fazer em sua vida, caso não tenha problemas com alturas. Esse tour já foi feito por diversas celebridades e artistas famosos do mundo inteiro e consiste em caminhar pelo topo da estrutura, de um lado ao outro, com proteção dos dois lados até a altura da cintura. Acima de você, somente o céu, e abaixo, todo o esplendor de Sydney e sua baía. O Darling Harbour fica localizado exatamente ao lado da cidade em um braço de mar que avança terra adentro. Além de um shopping center espetacular, tem o imperdível Sydney Aquarium, onde encontram-se em permanente exibição grandes tubarões, crocodilos de água salgada e um monte de espécies marinhas australianas, em sua maioria, habitantes da Grande Barreira de Corais. Acoplado ao shopping, tem o Maritime Museum, para aqueles que se interessarem por história das embarcações na Austrália. Saindo da cidade grande e viajando para Oeste de Sydney às Blue Mountains, há outro ponto de visita obrigatório, dedicado aos amantes da natureza. Um excelente passeio de um dia ou de um final de semana. As montanhas em certas horas refletem luz azulada devido a finíssimas gotas de óleo de eucalipto que flutuam no ar. O local é um Parque Nacional e faz parte da Great Dividing Ranges, a maior cadeia de montanhas na Austrália. Diversas excursões partem diariamente de Sydney e, além da belíssima vista de Echo Point, o visitante irá encontrar muitos cafés, restaurantes, galerias de arte e acomodações. Fonte: http://www.yesaustralia.com/regiao-sydney.htm
Laifi © 2011-2019 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda