Fertilização in vitro
4626 views
30 de Agosto de 2011
Fertilização In Vitro (tratamentos)
 

 

 

 

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Os melhores antivírus
14 postagens
Grandes Invenções da Huma...
51 postagens
Apple
43 postagens
Fases da Lua
19 postagens
Linguagens de programação...
17 postagens

 

O que é fertilização in vitro? - A fertilização in vitro, conhecida popularmente como bebê de proveta, é um processo no qual o ovo é fertilizado pelo esperma fora do útero da mulher, in vitro. A fertilização in vitro é uma alternativa de tratamento importante para infertilidade quando outros métodos de reprodução assistida falharam. O processo envolve controlar hormonalmente a ovulação, remover o ovo do ovário e deixar o esperma fertilizá-lo em um meio fluido. O ovo fertilizado (zigoto) é então transferido para o útero da mulher com a finalidade de estabelecer gravidez bem sucedida. O primeiro bebê de proveta do mundo é Louise Brown, que nasceu em 25 de Julho de 1978 em Bristol na Inglaterra. A fertilização "in vitro", é a técnica de reprodução assistida mais usada em todo o mundo, tendo já nascido mais de 1 milhão de crianças provenientes desta técnica. De maneira simples, na fertilização "in vitro" a mulher utiliza medicamentos para produzir um maior número de óvulos, sendo que o controle do desenvolvimento destes é feito com exames de ultra-som. A coleta dos óvulos é feita através de uma punção pela via vaginal, guiada pelo ultra-som, sendo necessária, para maior conforto da paciente, uma sedação. Ainda assim, a mulher permanece apenas algumas horas no hospital. Os óvulos coletados são colocados num meio adequado, juntamente com os espermatozoides, numa incubadora e dois dias depois são transferidos para o útero da paciente com uma cânula especial. Habitualmente, o número de embriões transferidos para o útero não deve exceder a quatro, com o objetivo de se evitar a gestação múltipla. Os embriões excedentes devem ser congelados para uma posterior transferência, não sendo permitido pelo Conselho Federal de Medicina que estes embriões sejam desprezados em nenhuma circunstância. As gestações obtidas através das técnicas de reprodução assistida apresentam os mesmos riscos de uma gestação natural. Da mesma maneira, os riscos de malformações fetais não diferem dos da população em geral. Apesar da fertilização "in vitro" ter sido desenvolvida para tratar aqueles casais cujo principal problema são danos nas trompas, a técnica se tornou útil para aqueles com endometriose ou mesmo nos casos sem causa aparente.
Laifi © 2011-2022 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda