Depressão
24920 views
23 de Agosto de 2011
Quais são os principais sintomas da depressão?
Sintomas do Sistema Nervoso Central (SNC)
É uma doença ligada aos tempos modernos?
A identificação da depressão
Um amigo ou familiar está com depressão. O que faz...
Depressão crônica (distimia)
Depressão atípica
Depressão pós-parto
Distúrbio afetivo sazonal (DAS)
Tensão pré-menstrual (TPM)
Depressão maior
Distúrbio Afetivo Bipolar
Depressão Reativa ou Secundária
Depressão Típica
Depressão e doenças cardíacas
Depressão no paciente com câncer
Delírio na Depressão
Interesse, Apetite e Sono na Depressão
O Pensamento Depressivo
Pessimismo
Generalizações
Pensamento Inseguro
A Química da Depressão
Os Quadros Ansiosos
Os Quadros Impulsivos
Os Quadros Somáticos
A Depressão tem tratamento?
Como você pode ajudar no seu tratamento?
O que mais você pode fazer pelo seu tratamento?
Diagnóstico
Como é a avaliação psicológica da criança?
Quais são os testes psicológicos aplicados para av...
Depressão da Infância Precoce
Luto da Criança
Reação de Dor e Aflição Prolongadas
Como é o tratamento para a depressão infantil?
Como é o tratamento medicamentoso?
O que são antidepressivos triciclos (ADTC)?
O que são os ISRS?
Quais os efeitos colaterais dos antidepressivos na...
Qual é a duração do tratamento?
Como os pais e professores podem ajudar no tratame...
Como prevenir a depressão infantil?
Qual a importância do leigo conhecer melhor a depr...
Sintomas de depressão e ansiedade
Dicas para controlar a ansiedade
Como evitar a ansiedade
Ansiedade tratamento natural
Porque temos o sentimento de ansiedade
 

 

 

 

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
AVC
17 postagens
Frutas para esportistas
30 postagens
Açúcar sem mistérios
14 postagens
Benefícios da banana
24 postagens
Carnes Bovinas
74 postagens

 

Tratamento da Depressão - Se a Depressão pode ser considerada, hoje em dia, realmente uma doença que acomete o ser humano então, como qualquer outra doença, deve ser tratada pela medicina. E a medicina dispõe, felizmente, de recursos muitíssimo satisfatórios para este tratamento. Desde o descobrimento dos primeiros antidepressivos, na década de 50, até hoje, muito se progrediu nessa área. Atualmente os medicamentos para depressão são muito eficientes, específicos e cada vez com menos efeitos colaterais. Os antidepressivos NÃO são calmantes. São substâncias específicas para a correção do humor ou do afeto. Se o tratamento deve ser mais prolongado ou mais breve é uma importante questão que deverá ser avaliada pelo médico e discutido com o paciente. O paciente deve saber sobre a natureza dos medicamentos, suas ações e efeitos adversos, sobre o tempo previsto para sua ação terapêutica (normalmente em torno de 2-3 semanas), bem como a previsão de tempo de uso. É sempre importante termos em mente que os sintomas ansiosos e físicos desaparecerão com o tratamento da Depressão na expressiva maioria dos casos, sem necessidade de ansiolíticos (calmantes) e/ou medicamentos sintomáticos. Havendo necessidade desses medicamentos para alívio mais rápido de sintomas físicos e ansiosos aborrecedores e que normalmente são a principal queixa que motiva a consulta, devemos considerar o curto espaço de tempo em que serão usados. O principal medicamento será sempre o antidepressivo. Se o paciente é deprimido, o tempo de tratamento pode ser mais longo e, inversamente, se o paciente está deprimido, passa apenas por uma fase de Depressão, podemos pensar num tratamento mais breve. O Amor é o grande antídoto e o grande solvente deste mal da alma. Esta é a resposta embutida dentro da questão da Depressão. Olhando pelo ângulo psicológico, a Depressão é o sintoma da falta de Amor. Todos os outros sentimentos e sensações são decorrentes desta sensação de absoluta falta de Amor na própria vida. A falta de Amor na vida torna-a estéril, insípida e sem significado. É preciso recuperar o sentido da própria existência. Todos temos uma importância do porque existir. Todos nós ocupamos um lugar no mundo e na vida das outras pessoas. A consciência é unilateral, ou seja, ao desenvolver a consciência de Eu este Eu olha a si mesmo, a vida, o mundo e as outras pessoas por um único ângulo, compreendido como verdadeiro e certo. Por isto dentro da psicologia dizemos que cada caso é um caso. E é justamente por ser esta visão unilateral, que na verdade torna parcial e limitada a forma de se relacionar com a vida.
Laifi © 2011-2018 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda