Cães Vira-latas
6343 views
26 de Julho de 2011
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
CTG (Centro de Tradições ...
29 postagens
Nomes Inusitados de Esmal...
106 postagens
Mad Max
25 postagens
Monica Belluci
27 postagens
Exército Brasileiro
84 postagens

 

História - Os vira-latas desembarcaram com os portugueses, participaram das entradas e bandeiras, testemunharam o grito do Ipiranga às margens plácidas, a proclamação da República e estiveram presentes nas diversas expedições do marechal Rondon e dos irmãos Villas Bôas. Há uns 15 anos, ouvi, emocionado, em uma roda de jornalistas, uma lição de patriotismo relatada pelo grande indigenista Orlando Villas Bôas como quem conta um causo. E vou narrá-la, do jeito que eu me alembro. Orlando estava numa de suas heroicas expedições pelo Brasil desconhecido, sem contato com a civilização há muito tempo. Um dia, consultando seu diário, realizou que era 7 de setembro. Não teve dúvida. Mandou improvisar um mastro com um tronco de paxiúba. Reuniu todos os seus homens e, em ordem-unida, hastearam a bandeira brasileira e cantaram o Hino Nacional lá no coração da selva. Uma manifestação cívica, sem nenhuma outra testemunha senão a natureza naquele fim de mundo. A emoção foi geral. Terminada a comemoração patriótica, o chefe de seus mateiros, um rude e experimentado sertanejo, aproximou-se. Com jeitinho, quase confidente, puxou o sertanista de lado e comentou: "Bonita cerimônia, hein, doutor Orlando?" "Pois é", respondeu o sertanista. "Que mal lhe pergunte...", prosseguiu o sertanejo, curioso. "Qual foi mesmo a razão dessa homenage toda?" "Ora! A independência!", respondeu Orlando. "Ah! Ela merece, merece mesmo." "Como assim?" "A Pendência!" "Pendência?!", questionou o sertanista, intrigado. Foi quando ouviu do mateiro: "É, ela memo. Cachorra boa pra paca como a Pendência nunca mais nóis tivemo, depois que aquela onça matô a coitada. E eu que já quase nem me alembrava do dia dessa tragédia..." Imagem - Essa fotografia de autor desconhecido mostra o cachorro vira-lata chamado Pickles cercado de fotógrafos. O cão ficou famoso ao descobrir o paradeiro da taça Jules Rimet, que meses antes da Copa do Mundo de 1966 tinha sido roubada de uma exposição no Westminster Central Hall. A Scotland Yard prendeu o suspeito Edward Betchley, que se recusou a revelar o paradeiro da taça. A polícia procurou o troféu, sem sucesso, até que o vira-lata farejou algo enterrado e enrolado em jornais durante uma caminhada por South London. Seu dono, David Corbett, logo viu que se tratava do troféu roubado. Pickles se tornou uma celebridade nacional e, ao lado de Corbett, foi convidado de honra da partida de abertura do Mundial. A façanha do cachorro Pickles rendeu ao seu dono 3 mil libras, três vezes mais que os jogadores ingleses receberiam mais tarde pela conquista do título. Fontes: http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic/edicao-120/cao-vira-lata-brasileiro-534874.shtml?page=2 http://imagesvisions.blogspot.com/2011/03/fotografia-do-cao-vira-lata-que.html
Laifi © 2011-2020 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda