História do Grêmio
13834 views
15 de Setembro de 1903
Fundação do Grêmio
Bandeiras
Símbolos e mascote
Décadas de 30 a 50
Décadas de 60 a 80
Década de 90 em diante
Títulos e ídolos
Vídeos
 

 

 

 

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
UFC Brasil
27 postagens
Tênis
36 postagens
Boxeadores famosos
22 postagens
Basquete - Regras e Funda...
19 postagens
Grêmio na Libertadores 19...
23 postagens

 

Construção do Olímpico - O projeto do Olímpico, do arquiteto Plinio Oliveira Almeida, foi escolhido em um concurso, e a construção terminou em 1954. – A obra foi muito visitada pelos gremistas, que tinham um anseio grande de ter um templo que não fosse a Baixada, que já era muito antiga – lembra Dourado, que na época ainda era estudante do Colégio Anchieta. As dificuldades para a conclusão, no entanto, foram muitas, como revelou Vanzelotti em entrevista à Revista Grandes Clubes Brasileiro, em 1971, citada no livro Até a Pé Nós Iremos: – Precisaríamos de Cr$ 25 mil para terminar o Olímpico. Não havia de onde tirar o dinheiro. Fomos à Caixa Econômica Federal, que colocou as dificuldades para o empréstimo de Cr$ 8 mil. Apelamos ao Dr. João Goulart. Por meio do então presidente Getúlio Vargas, conseguimos o financiamento – disse o ex-presidente. O jogo de inauguração ocorreu em 19 de setembro de 1954, diante do Nacional, de Montevidéu. O Tricolor venceu por 2 a 0, com gols do atacante Vitor. O time que atuou naquela data teve Sérgio, Roberto, Ênio e Orli; Sarará e Itamar; Tesourinha, Milton, Camacho (Vitor), Zunino e Torres (Jorginho). O público total foi de 15.273 pessoas. A nova casa marcou o começo de um período de glórias, com 12 campeonatos conquistados em 13 disputados: o penta Gaúcho e Metropolitano de futebol profissional de 1956 a 1960, e o hepta gaúcho de 1962 a 1968. Em 1976, já como presidente, Dourado percebeu que o estádio necessitava de melhorias e decidiu realizar a construção do anel superior, entre outras mudanças: – O lado das gerais era descoberto. Então resolvemos partir para a cobertura. O Plinio Almeida trabalhava conosco no Departamento de Patrimônio e fez um estudo. Já que eu tinha ido para o Exterior e visto camarotes, como no Estádio Asteca (no México), achei que deveríamos partir para isso também – destacou Dourado. Para viabilizar a construção, até campanha de cimento o clube fez: – Tínhamos uma promoção que deu bastante dinheiro. Fizemos uma coisa fundamental, não só do ponto de vista de arrecadação, como de aproximação daqueles que são os donos do estádio, a torcida gremista. Corremos o Estado fazendo a campanha do cimento e fomos gratificados. No dia 21 de junho de 1980, uma vitória de 1 a 0 sobre o Vasco da Gama em partida amistosa marcou a inauguração do estádio concluído, que a partir daquela ocasião passou a se chamar Olímpico Monumental. A partir da década de 1980, o Grêmio foi bicampeão brasileiro, tetra da Copa do Brasil, bi da Libertadores e campeão do mundo, entre outros títulos. O Olímpico se tornou um verdadeiro templo gremista. Templo, com o futuro decidido. Antes de completar 60 anos, deverá ser demolido. clicRBS
Laifi © 2011-2019 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda