Carnes Bovinas
7813 views
20 de Julho de 2011
Mitos antigos sobre o consumo da carne
Quantidade diária ideal e aumento do consumo
Visual e as vantagens da embalagem a vácuo
Os preconceitos com a carne crua
O gado e suas diferenças
A carne como alimento
Definições de carne
Noções de ciência da carne
Estrutura da carne
Conversão do músculo em carne
Características organolépticas da carne
Alterações na carne processada
Efeito da cocção
Cortes de Carnes
Cortes de Carnes (parte 2)
Bovinos Wagyu
Vídeos sobre os corte das carnes
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Os limites do ser humano
18 postagens
Nomes dos dentes
35 postagens
Benefícios do chimarrão
14 postagens
Diferença entre bloqueado...
58 postagens
Diversos tipos de drogas
18 postagens

 

Conversão do músculo em carne - Mesmo após a morte do animal a musculatura ainda permanece "viva", sendo que somente após um conjunto de reações bioquímicas e biofísicas é que o músculo transforma-se em carne. Contração muscular: O músculo em um animal vivo se contrai por um processo de gasto/recuperação de energia sob condição aeróbica (presença de oxigênio). Apesar disso, o processo de contração é possível em condições anaeróbicas; essa forma, no entanto, só é utilizada sob condições anormais, por ser pouco eficiente. Rigor Mortis: Com a morte e, por conseqüência, com a falência sangüínea, o aporte de oxigênio e o controle nervoso deixam de chegar à musculatura. O músculo passa a utilizar a via anaeróbica, para obter energia para um processo contrátil desorganizado; nesse processo há transformação de glicogênio em glicose, e como a glicólise é anaeróbica, gera lactato e verifica-se a queda do pH. Com o gasto dos depósitos energéticos, o processo contrátil tende a cessar formando um complexo irreversível denominado de acto-miosina. Nesse estado, a musculatura atinge o rigor mortis, ou seja, os músculos transformam-se em carne. Um dos aspectos mais marcantes da transformação do músculo em carne é a queda do pH, inclusive, a ponto de determinar a futura qualidade da carne.
Laifi © 2011-2017 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda