Flores
1355 views
30 de Março de 2011
Tipos
Vídeos Interessantes
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Vídeos em câmera lenta!
28 postagens
Pipoca!!
29 postagens
Melhores Biscoitos Rechea...
38 postagens
Sopas e Caldos - Receitas
39 postagens
Vencedoras do Miss Univer...
68 postagens

 

Buquês - A tradição do buquê de noiva está ligada a simbologia da vida, já que as flores são os órgãos reprodutores das plantas, portanto está ligada à fertilidade. Acredita-se que o buquê teria surgido na Grécia como uma espécie de amuleto contra o mau-olhado sendo, na época feito com uma mistura de alho, ervas e grãos. Esperava-se que o alho afastasse maus espíritos e as ervas e grãos garantiam uma união frutífera. Na Idade Média, era comum a noiva fazer o trajeto a pé para a igreja e no caminho recebia flores, ervas e temperos para trazer felicidade e boa sorte. Ao fim do trajeto ela tinha formado um buquê e cada um destes presentes tinha um significado referente. Os antigos romanos costumavam atirar flores no trajeto da noiva, pois acreditavam que as pétalas fariam a noiva ter sorte e dar carinho ao marido. Na Europa, durante a Idade Média, os arranjos começaram a tornar-se mais sofisticados, devido à chegada de flores exóticas. Na época Vitoriana, era impróprio declarar abertamente seus sentimentos, criou-se então a “Linguagem das Flores” para demonstrar suas intenções sem falar uma palavra sequer. Os buquês passaram a ser escolhidos por causa do significado das flores. Na antiga Polônia, acreditava-se que, colocando açúcar no buquê da noiva, seu temperamento se manteria "doce" ao longo do casamento. Antigamente havia o hábito de guardar o buquê sob uma redoma de vidro, exposto sobre algum móvel na sala ou na cômoda do quarto. Nos dias de hoje, o buquê é essencial para que o traje da noiva esteja completo. Ele pode ser feito de flores naturais ou artificiais. Nos casamentos realizados na parte manhã ou à tarde, é aconselhável que o buquê seja de pequeno ou médio porte e com flores do campo ou flores coloridas, já para as cerimônias à noite, recomenda-se buquê maior com flores mais nobres e chamativas. Os formatos dos buquês podem ser: pequeno e redondo, cheio e redondo, tipo cascata ou tipo braçada. Lembre-se que os buquês em flores naturais devem ser conservados em água ou no refrigerador, dependendo da flora, até a hora do casamento. O importante é você escolher um buquê de acordo com seu vestido e personalidade. Caso a noiva não queira se desfazer do seu buquê, faça outro para ser tradicionalmente jogado às convidadas. Essa tradição já era praticada na antiguidade e por isso confeccionava-se dois buquês: o primeiro, abençoado pelo sacerdote, era guardado. O segundo, era lançado em direção às mulheres solteiras. Aquela que conseguisse pegá-lo, teria a sorte de ser a próxima a casar. http://events-online.blogspot.com/2011/02/origem-do-buque-bouquet.html
Laifi © 2011-2019 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda