História da Jovem Guarda
13625 views
13 de Julho de 2011
História da Jovem Guarda
Fotos da época
Cantores (parte 1)
Cantores (parte 2)
Galeria de Fotos do Rei Roberto Carlos
Galeria de Fotos de Wanderléa
Galeria de fotos de Erasmo Carlos
Capa dos Lps da Jovem Guarda
Moda da Jovem Guarda
Vídeos
vídeos
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Bruce Willis
108 postagens
Canais Discovery
25 postagens
The Beatles - discografia
14 postagens
Etapas do Jogo de Xadrez
12 postagens
Britney Spears - Melhores...
40 postagens

 

Os Incríveis - Os Incríveis O grupo surgiu em 1963 por idéia do guitarrista Mingo, que saíra do conjunto The Jet Blacks e sugeriu a Antônio Aguilar a formação de um novo conjunto, que foi registrado com o nome de The Clevers. No mesmo ano, foram apresentados pelo cantor Francisco Petrônio a Diego Mamuleira, o famoso cantor e compositor sertanejo Palmeira, diretor da Continental, que os contratou. No mesmo ano, apresentaram-se no programa Antônio Aguilar e gravaram o primeiro disco, interpretando "Afrika" e "El relicário". O sucesso do compacto levou a Continental a lançar o LP "Encontro com The Clevers". No mesmo ano receberam da Revista do Rádio o troféu "Favoritos da nova geração" como o melhor conjunto do ano. Apresentaram-se também no programa "Encontro com a juventude", na Tv Excelsior de São Paulo. Em 1964 lançaram o LP "Os incríveis The Clevers", pela Continental, que tornou-se um dos mais vendidos do ano. Em julho do mesmo ano embarcaram para a Itália, a fim de acompanhar a cantora Rita Pavoni em excursão pela Europa. Em seguida gravaram "Datemi um martello", que já havia sido sucesso na voz da cantora italiana, que ficara noiva de Netinho, o baterista do grupo. No mesmo período adotam o novo nome de Os Incríveis e fizeram excursão à Argentina. Em 1965, apresentaram-se no Uruguai, ao lado do cantor americano Neil Sedaka. No mesmo ano participaram na TVRecord, em São Paulo, da estréia do programa "Jovem Guarda" e também lançaram o LP "Os incríveis", que trazia a primeira versão da música "O Milionário", grande sucesso instrumental do grupo. Em 1966 viajaram para fazer shows na cidade de Liverpool na Inglaterra. A viagem foi a bordo do navio Princesa Leopoldina e, durante o persurso, realizaram shows todas as noites. No mesmo ano gravaram, em Londres, a música "Mother put sugar on me", apresentada na época como samba, e cuja versão, "Mamãe passou açúcar em mim", foi gravada com grande sucesso por Wilson Simonal. No mesmo ano,lançaram outro LP com o título "Os Incríveis", cuja capa com a foto do grupo sobre fundo amarelo foi, anos mais tarde, utilizada para relançar o quinto LP, com o título de "O Milionário". Em 1967 estreou nos cinemas do Rio e de São Paulo o filme "Os Incríveis nesse mundo louco", gravado no navio Princesa Isabel, durante a viagem para a Inglaterra no ano anterior. No mesmo ano, apresentaram-se para o rei Olav V da Noruega, durante recepção do governador de São Paulo Abreu Sodré. Também, na mesma época, fizeram grande sucesso com "Era um garoto que amava os Beatles e os Rolling Stone", versão de Brancato Júnior. Em 1968 receberam o troféu Chico Viola como "Conjunto intrumental da juventude".Na mesma época apresentaram na TV Excelsior o programa "Mundo louco". No mesmo ano viajaram para apresentações no Japão e ganharam o troféu Roquete Pinto. Em 1970 gravaram "Eu te amo meu Brasil", de Dom e Ravel, que foi muito identificada com o regime militar, o que acarretou em perda de popularidade para o grupo. Ainda gravaram alguns discos em fins da década de 1970 e realizaram alguns shows pelo país, com variadas formações, sem, entretanto, lograr mais o mesmo sucesso anterior. Em 2001, participaram de show no Boulevar em Nova Parnamirim no Rio Grande do Norte, juntamente com as bandas The Fevers, Renato e Seus Blue Caps e Pholhas, relembrando antigos sucesso da jovem Guarda.Em 2005, o grupo participou de diversos eventos e shows comemorativos dos 40 anos da Jovem Guarda. Nesse ano, participaram, em São Paulo, das gravações de CD e DVD ao vivo, ao lado de Erasmo Carlos, Wanderléa, Golden Boys e outros expoentes da Jovem Guarda. Ainda na esteira das comemorações, seus integrantes participaram da gravação do DVD dos Originals, grupo formado com ex-integrantes, do grupo e também dos grupos Renato e seus Blue Caps e The Fevers. Fonte: http://bebopalula.deadrocks.com.br/2009/
Laifi © 2011-2019 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda