Vida e Obra de José Saramago
13145 views
12 de Julho de 2011
Romances
Peças Teatrais
Contos
Terra de Homens - 1979
Crônicas
Poemas
Diário e Memórias
Viagens
Infantil
Estilo de escrita do autor
Prêmios
Prêmio Camões (1995)
Frases célebres
"Se tens um coração de ferro, bom proveito. ...
"Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo....
"Todos sabemos que cada dia que nasce é o pri...
"Dentro de nós há uma coisa que não tem nome,...
"Dirão, em som, as coisas que, calados,no sil...
"O que as vitórias têm de mau é que não são d...
"A única maneira de liquidar o dragão é corta...
"Das habilidades que o mundo sabe, essa é a q...
"Aprender com a experiência dos outros é meno...
Vídeos Interessantes
Curiosidades
Cinzas de Saramago são depositadas aos pés de uma ...
Livro inacabado será publicado em 2012
Países e línguas em que a obra foi publicada
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Vídeos sobre Matemática
29 postagens
Maravilhas do mundo
51 postagens
Oceania
14 postagens
Quinhentismo (Literatura ...
13 postagens
Formas alternativas de pr...
20 postagens

 

O Conto da Ilha Desconhecida - 1997 - Um homem vai ao rei e lhe pede um barco para viajar até uma ilha desconhecida. O rei lhe pergunta como pode saber que essa ilha existe, já que é desconhecida. O homem argumenta que assim são todas as ilhas até que alguém desembarque nelas. Este pequeno conto de José Saramago pode ser lido como uma parábola do sonho realizado, isto é, como um canto de otimismo em que a vontade ou a obstinação fazem a fantasia ancorar em porto seguro. Antes, entretanto, ela é submetida a uma série de embates com o status quo, com o estado consolidado das coisas, como se da resistência às adversidades viesse o mérito e do mérito nascesse o direito à concretização. Entre desejar um barco e tê-lo pronto para partir, o viajante vai de certo modo alterando a idéia que faz de uma ilha desconhecida e de como alcançá-la, e essa flexibilidade com certeza o torna mais apto a obter o que sonhou. "...Que é necessário sair da ilha para ver a ilha, que não nos vemos se não saímos de nós...", lemos a certa altura. Nesse movimento de tomar distância para conhecer está gravado o olho crítico de José Saramago, cujo otimismo parece alimentado por raízes que entram no chão profundamente. Inédito em livro, O conto da ilha desconhecida é ilustrado por oito aquarelas de Arthur Luiz Piza. http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11015
Laifi © 2011-2022 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda