Calvin e Haroldo
1738 views
12 de Julho de 2011
Personagens
Alter egos
Livros
Coletâneas
Outros
Calvinbol
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Keanu Reeves - Filmografi...
44 postagens
Foo Fighters - Discografi...
33 postagens
Quase famosos
23 postagens
Stand Up Comedy
70 postagens
Filmes de Al Pacino
47 postagens

 

Pais - Os pais do Calvin, durante todos os 10 anos de publicação das tirinhas nunca tiveram seus nomes mencionados, sequer sobrenome, ficando conhecidos apenas por pai e mãe. De acordo com o próprio Bill Watterson eles nunca receberam nomes porque sua função importante nos quadrinhos era apenas serem pais, papéis que por sinal, para o Calvin eles não cumprem muito bem. Na visão do garoto os pais são monstros que querem por que querem fazer da sua vida um inferno. Ir pra cama mais cedo, comer a gororoba que tem pro almoço, tomar banho, não brincar dentro de casa, tudo isso não passa de um plano sinistro dos pais para tornar a vida no nosso amigo de imaginação fértil mais difícil. Mas na verdade eles são apenas pais que se preocupam com o filho hiperativo que tem e que tentam protegê-lo dos perigos como quaisquer outros pais. O pai, que é ao mesmo tempo um auto-retrato do próprio autor e uma sátira ao seu pai, está sempre tentando enriquecer o caráter do filho. Tentando sempre moldar o caráter do filho, ele só faz irritar o menino que, como toda criança, odeia ser contrariada, principalmente quando a recriminação vem com uma lição de moral. Já a mãe desempenha o papel da disciplinadora, não num sentido agressivo repreendendo tudo, mas no sentido de mostrar ao filho o que pode e o que ele não pode fazer. Essa tarefa não é fácil quando se tem um filho como o Calvin. A pobre coitada é levada a exaustão tentando pôr algum juízo na mente dele. Apesar do fato de que, caso surgisse uma oportunidade, Calvin trocaria de pais sem pensar duas vezes, isso tudo é da boca pra fora. É só uma maneira de mostrar seu descontentamento com o fato deles tentarem lhe “civilizar”, nada que nenhuma outra criança não faça. Na verdade Calvin tem um amor profundo por eles, como por exemplo quando a mãe fica doente e ele não sai do seu lado por um segundo e fica realmente preocupado, ou como quando ele resolve romper relações com a família pra ir pra Yukon e volta porque percebe que “ruim com eles, pior sem eles”. Os pais na palavra do seu criador: "Eu nunca dei nomes aos pais do Calvin porque, na tirinha, eles são importantes apenas como o pai e a mãe de Calvin. O pai de Calvin foi concebido para ser um auto-retrato. Todos os meus personagens são sempre metades minhas, mas o pai de Calvin é também uma sátira ao meu próprio pai. Todas as tirinhas em que se mostra como o "sofrimento constrói o caráter", são na verdade transcrições de frases do meu pai me explicando porque nós estávamos congelando, exaustos, famintos ou perdidos em viagens de acampamentos. Essas coisas são bem engraçadas, depois que já se passaram 25 anos. A mãe de Calvin interpreta o papel da disciplinadora do dia a dia, um trabalho que a leva à loucura diariamente. Eu lamento que as tirinhas mostrem em sua maioria o seu lado impaciente, mas sempre que possível eu tento passar também outros aspectos da sua personalidade e alguns de seus interesses, mostrando o que ela está fazendo quando Calvin chega. Como personagens secundários, eu tentei fazer os pais de Calvin o mais realista possível, com um razoável senso de humor sobre o que é ter uma criança como Calvin dentro de casa. Eu considero que eles fazem um trabalho melhor do eu faria.” - Bill Watterson
Laifi © 2011-2017 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda