História da Bossa Nova
2735 views
12 de Julho de 2011
História da Bossa Nova
Cantores (parte 1)
Cantores (parte 2)
Cantores (parte 3)
Vídeos
 
Você pode ajudar a construir este Laifi! Para inserir textos, imagens ou vídeos, passe o mouse sobre o lápis do item desejado e escolha "Incluir".

Dica: utilize esta barra ou o botão de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir o zoom.
Dica 2: para navegar neste Laifi, clique em alguma região vazia e arraste-o para a direção desejada.

Laifis em destaque
Filmes de Adam Sandler
36 postagens
Mortal Kombat - O filme
29 postagens
Programa do Jô
29 postagens
O Teatro Mágico
20 postagens
Michael Jackson - discogr...
36 postagens

 

Vinicius de Moraes - Vinícius de Moraes "São demais os perigos desta vida Pra quem tem paixão principalmente Quando uma lua chega de repente E se deixa no céu, como esquecida E se ao luar que atua desvairado Vem se unir uma música qualquer Aí então é preciso ter cuidado Porque deve andar perto uma mulher..." Marcus Vinícius da Cruz de Mello Moraes nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 19 de outubro de 1913, faleceu dia 09/07/1980. Poeta do amor e da comunhão, participou de toda a renovação da música brasileira em parceria com os grandes compositores do país. A vida, considerada por ele a "arte do encontro", tinha o sentimento de mistura e comunhão. Vinícius de Moraes passou a vida rompendo convenções sociais. Passou da poesia culta para a popular, misturando ritmos brancos com negros, samba com candomblé e o comportamento aristocrático com o boêmio. Derrubou convenções também na área literária, usando o soneto após a revolução modernista de 1922, que cassava a composição dos 14 versos. Diplomata de carreira, escandalizou a sociedade ao dar entrevistas cantando com um copo na mão. Em parceria com Tom Jobim, sua peça ‘Orfeu do Carnaval’, ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes, ao ser transformada por Marcel Camus no filme ‘Orfeu Negro’. Mais tarde junto a Tom Jobim e João Gilberto criou a bossa-nova, um dos principais movimentos de renovação musical do Brasil. Entre os sucessos de Vinícius, destacam-se ‘Tarde de Itapoã’, ‘Garota de Ipanema’ e clássicos da MPB, como ‘Marcha da Quarta-Feira de Cinzas’, ‘Samba da Benção’ e outros. Vinícius de Moraes morreu aos 66 anos, em 9 de julho de 1980, no Rio de Janeiro, mas suas obras sobrevivem até hoje. Qualquer que seja a análise feita da obra de Vinícius de Moraes, não se pode escapar das palavras "mudança", "evolução", "transição". Sua poesia, além de ser a encarnação do movimento e do transitório, elege a busca como motor primordial: do divino, da coisa ordinária, do homem concreto, do homem social, do homem banal, do amante e, sobretudo, da mulher. E na busca da mulher, das infinitas mulheres que se concentram e se desprendem de uma mulher, a afirmação do motivo principal: "mudança", "evolução", "transição". Poeta viril e terno, transcendental e carnal, caudaloso e contido, ele fez de sua obra o lugar do encontro e da despedida. Talvez, nenhum outro poeta personifique tão bem e ao mesmo tempo o apolíneo e o dionisíaco, tanto na obra quanto na vida: ao lado da sobriedade e da lucidez já bem precoces, surge e cresce o espírito da embriaguez e da entrega total, em nome da reflexão e da vitalidade que reinam em sua poesia. Enfim, não importa que Vinícius parta do etéreo para chegar ao real, o que mais vale em sua obra é a busca da fusão com a vida. Suas obras: O Caminho para a Distância (1933) Forma e Exegese (1935) Ariana, a Mulher (1936) Novos Poemas, 1938 Cinco Elegias (1943) Poemas, Sonetos e Baladas (1946) Pátria Minha (1949) Orfeu da Conceição (1956) Livro de Sonetos (1957) Novos Poemas (II) (1959) Orfeu da Conceição (1960) Para Viver um Grande Amor (1962) Pobre Menina Rica (1962) Cordélia e o Peregrino (1965) Para uma Menina com uma Flor (1966) Orfeu da Conceição (1967) O Mergulhador (1968) Livro de Letras (1991) Roteiro Lírico e Sentimental da Cidade do Rio de Janeiro e outros Lugares por onde Passou e se Encantou o Poeta (1992) As Coisas do Alto - Poemas de Formação (1993) Jardim Noturno - Poemas Inéditos (1993) Soneto de Fidelidade e outros Poemas (1996) Procura-se uma Rosa A Arca de Noé O Cinema de Meus Olhos Nossa Senhora de Paris Rio de Janeiro antropologias Antologia Poética (1944) Antologia Poética (1960) Fonte: http://pt.shvoong.com/books/biography/1660809-vin%C3%ADcius-moraes-vida-obra/
Laifi © 2011-2022 Idioma: Português (BR) | Sobre o Laifi | Termos de uso | Política de privacidade | Ajuda